segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Grande campeão da raça Suffolk é de cabanha de Santa Catarina

 É a sétima vitória da Cabanha Flor do Pago na categoria


| Foto: André Flores / Divulgação / CP

Com três décadas de atividade, a Cabanha Flor do Pago, de Irani (SC), é sinônimo de tradição na criação de ovinos Suffolk. Nesta 44a edição da Expointer, venceu o prêmio de grande campeão da raça Suffolk, com Do Contestado IA 908A (box 483), de um ano e um mês de idade e 133 quilos. É a sétima vitória do criatório na principal competição de machos da raça no evento gaúcho – o primeiro prêmio foi conquistado em 1997, lembrou o criador Elvio de Oliveira Flores. “Genética é um trabalho difícil, às vezes se opta por um caminho que nem sempre traz resultados. O reconhecimento dos especialistas mostra que a gente continua evoluindo”, disse Flores.

Crédito: Correio do Povo

Mais informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 36657000
ascom@cidasc.sc.gov.br
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom/


Fazenda de Santa Catarina conquista principais prêmios Hereford e Polled Hereford

 O criador Edson Colombo não participava da feira havia 20 anos


Grande campeão Polled Hereford | Foto: Alina Souza

Os supremos campeões das raças Hereford e Polled Hereford foram conhecidos nesta segunda-feira e são da Fazenda Mãe Rainha, de Lages, Santa Catarina. O supremo campeão das raças Hereford e Polled Hereford foi o terneiro de 12 meses, box 984, tatuagem Z406. A fêmea que conquistou o título supremo foi a do box 1008, tatuagem TE 314, de quatro anos. Ambos os animais são Polled Hereford, uma variação da raça Hereford que apresenta como diferença a inexistência de chifres, ou seja, são exemplares mochos.

Os dois vencedores pertencem ao criador Edson Ribeiro Colombo, que há 20 anos estava impedido de participar da Expointer em razão do status sanitário, livre de vacinação contra a febre aftosa em Santa Catarina. “Os animais podiam vir e não podiam voltar, mas, agora, com a evolução do status do Rio Grande do Sul também para zona livre sem vacinação, a genética catarinense voltou para mostrar que pode vencer”, comemorou.

Crédito: Correio do Povo

Mais informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 36657000
ascom@cidasc.sc.gov.br
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom/


Grande campeã Texel é de cabanha catarinense

 Diamantina 1001 tem 11 meses e foi trazida de Indaial, em Santa Catarina


Diamantina 1001, da cabanha SRC Farms, de Indaial, foi escolhida campeã borrega menor e levou também o principal título da competição da raça | Foto: Mauro Schaefer
A grande campeã Texel da 44ª Expointer é de Santa Catarina. Com 11 meses, Diamantina 1001 (BOX 195), da cabanha SRC Farms, de Indaial, foi escolhida campeã borrega menor e levou também o principal título da competição da raça, marcando com dupla vitória a estreia de seu proprietário, Nelson Eduardo Ziehlsdorff, no evento gaúcho.

“Vai fazer três anos que a gente iniciou (o trabalho com) o Texel, o Ile (Ile-de-France) e o Texel NC, então está sendo uma satisfação muito grande participar de uma exposição tão pesada, uma pista tão concorrida, com criadores tão importantes da raça e nesta primeira participação ter a alegria de fazer a grande campeã”, disse o criador.

Crédito: Correio do Povo

Mais informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação – Cidasc
Fone: (48) 36657000
ascom@cidasc.sc.gov.br
www.cidasc.sc.gov.br
www.facebook.com/cidasc.ascom/


terça-feira, 6 de julho de 2021

Tilápias e trutas catarinenses prontas para conquistar o mundo

 

Santa Catarina se destaca no cenário nacional como o maior produtor de pescado do Brasil, seja de peixe proveniente de pesca extrativista nos mares e dos rios, tanto como os criados em cativeiro, como as tilápias e trutas.

De acordo com o Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), somente com a criação de tilápias estão envolvidas mais de 32 mil famílias de agricultores que fornecem ao mercado e aos pesque-pagues quase 34 mil toneladas anuais, tornando o estado o terceiro maior produtor dessa espécie no país.

A truta é outro peixe de destaque catarinense. Terceira espécie na produção em cativeiro no estado, com 1,2 mil tonelada por ano, com 82 criadores registrados, a truta está prestes a conquistar o mercado mundial.

A reportagem da Agência AL percorreu os municípios de Painel, Lages, Gaspar, Itajaí e Joinville e testemunhou o esforço das entidades públicas, privadas e da Comissão de Aquicultura e Pesca da Assembleia Legislativa para fortalecer a produção de tilápias e trutas. O resultado da reportagem você confere nesta série de matérias que destacam o potencial deste importante segmento da economia catarinense.

Ney Bueno - Reportagem
Solon Soares - Fotografia
Lisandrea Costa - Edição
Vinicius Adriano - Infografia
Nikolas Stevanovich - Coordenador da Agência AL
Lúcia Helena Vieira - Diretora de Comunicação Social